Fazer Acontecer | 5 Estratégias a seguir


Quando decidimos seguir um caminho menos tradicional e tomar as rédeas da nossa própria vida e, mais concretamente, do nosso percurso profissional, enfrentamos desde logo uma primeira dificuldade: definir e levar a cabo uma estratégia para alcançar o nosso objetivo. Esta dificuldade assume proporções ainda maiores quando o nosso trabalho é feito a partir de casa.


Começámos este projeto com uma ideia em mente e, entretanto, a essa ideia inicial foram-se juntando outras que, estando relacionadas, exigem que estabeleçamos prioridades. Os vários caminhos que vamos apontando, contudo, deixam-nos por vezes com a sensação de que estamos perdidas e sem saber que direção tomar a seguir. Sabemos que as nossas ideias são válidas e que podem encontrar reconhecimento junto do nosso público-alvo, mas ainda temos de trabalhar (mais) a sua concretização e, sobretudo, a forma como isso pode ser feito. Então, ao longo deste nosso curto caminho, temos estado, como que a marinar, neste espaço entre o que planeamos e o que precisamos efetivamente de fazer. Esforçamo-nos por dar o nosso melhor, por aprendermos todos os dias mais um pouco sobre o que é isto de desenvolver um trabalho online, com redes sociais à mistura e sem o contacto direto com as pessoas que nos acompanham, mas as dúvidas - fruto da nossa ainda inexperiência  - e o perfeccionismo - que, por vezes, atrapalha mais do que ajuda - atrasam-nos a passada.




Não sabemos se estas questões e incertezas são comuns a todos os que se atrevem por um caminho semelhante ao nosso. Também este é um ponto que precisamos de continuar a trabalhar: as ligações a outras pessoas nas mesmas circunstâncias e o networking

Nas últimas semanas temos procurado ferramentas e estratégias que nos permitam seguir em frente, sem ficarmos presas às inseguranças. Deixamos-vos uma lista que esperamos que possa ser útil:
  1. Estabelecer 3 níveis no nosso plano: objetivo(s), marcos e passos. Os objetivos correspondem ao sonho/projeto que queremos realizar; os marcos são os diferentes pontos ao longo do percurso para alcançar esse objetivo maior, tendo em consideração tudo o que é necessário fazer para concretizar esse objetivo; os passos são as pequenas tarefas específicas, menores, diárias ou semanais, que podemos verificar quando são concluídas. Ao darmos todos os dias um destes passos exercitamos o nosso "Músculo da Entrada em Ação" e a realização destas tarefas mais simples permitir-nos-á ir avançando com mais segurança. Atribuir timmings será essencial para nos comprometermos e evitarmos a procrastinação. (Ter um diário de realizações ou uma agenda - em papel ou digital - ajuda-nos a acompanhar a nossa evolução. Por cá, individualmente, somos adeptas do papel, mas o trabalho em equipa exige que usemos também o digital. Sugerimos, por exemplo, esta e esta ferramentas.)
  2. Mais vale feito que perfeito. Dar o melhor de nós, claro, mas deixar para trás a necessidade de ter sempre tudo perfeito. Não queremos perder oportunidades só porque não tínhamos tudo absolutamente como gostaríamos de ter.
  3. Ter em mente o nosso objetivo final, o nosso plano maior, sempre que as coisas não estejam a correr exatamente conforme as expectativas, procurando as oportunidades que um desvio inesperado possa trazer. 
  4. Manter o foco. Mantermo-nos concentradas e determinadas no nosso objetivo final, independentemente do ritmo que tenhamos de imprimir à nossa caminhada. Avaliarmos com regularidade o ponto em que nos encontramos para redefinirmos marcos ou os passos seguintes. Uma tarefa de cada vez, completando-a antes de passar à próxima, sempre em direção ao nosso objetivo maior.
  5. Manter o pensamento positivo. Quando mantemos a nossa atenção naquilo que queremos, é isso que mais facilmente atraímos. Manter um auto-diálogo positivo.


Sabemos que este caminho é longo e feito de avanços e recuos, mas, a pouco e pouco, estamos a conseguir avançar. Reconhecermos aqui, de forma mais ou menos pública, as nossas dificuldades e os compromissos que assumimos connosco próprias é, também, uma forma de nos obrigarmos a prestar contas a nós mesmas. 

Agora falta-nos o vosso feedback. Quem também procura estratégias para manter o foco e alcançar os seus objetivos? Que truques usam?


Lá foraeste livro.
SHARE:

2 comentários

  1. Excelente post! Numa fase inicial de muitas novidades, uma das estratégias mais importantes, será a partilha de experiências com pessoas que estejam numa “aventura” semelhante à vossa, de preferência numa fase mais avançada.
    Felicidades e continuação de bom trabalho.

    ResponderEliminar

© At Mums. All rights reserved.